quinta-feira, 30 de abril de 2009

Sur-tou!

Pessoal,
O blog deu uma enlouquecida, desconfigurou sozinho (juro que não fiz nada errado!) e por isso tive que dar uma repaginada... Pelo mesmo motivo, estou com algumas postagens atrasadas e trabalhos dos fofíssimos que já deveriam estar aqui... Mas agora acho que vai funcionar de novo (espero!) e amanhã mesmo já dou a devida atualizada!
Bjos!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Teatro

No dia 17 de abril foi comemorado o aniversário de 41 anos da Escola Paul Harris. Entre fanfarra e bolo de chocolate uma agradabilíssima surpresa: o grupo de Teatro Palco e Magia, criado na própria escola e coordenado pela Bibliotecária Raquel da Silva. Uma arte inspiradora, onde meninos e meninas se empenham na contação de histórias, interpretação e leitura de poesia. Muiiiiiiiiiiito bom!!! Adorei o trabalho deles, pois não conhecia e todos estão realmente de parabéns.
O grupo é formado pelos seguintes alunos: Amanda, Bianca, Danielle, Henrique, Letícia, Luisa, Maiara, Maria Luisa, Marina, Pedro Abílio, Pâmella, Stefani, Thaise e Thalyssa.

Visitem o blog deles: http://www.palcoemagia.blogspot.com/

Valeu pessoal, espero vê-los muito ainda! Bjos!

sábado, 25 de abril de 2009

fim de semana - Recados Para Orkut

Muitos bjos!!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Entrem em contato:



amamosciencia@gmail.com

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Nomenclatura Científica II

É impossível falar de taxonomia, ou classificação ou nomenclatura científica sem falar do sueco Carl von Linné (1707-1778). No Brasil conhecido como Carlos Lineu (+ fácil, né?).

"Lineu é o “Pai da Taxonomia”, criador do “Sistema de Classificação Binária” ou “Nomenclatura Binominal”, que lança as bases da Biologia moderna. Naturalista e botânico , professor, é considerado fundador do moderno sistema da taxonomia, um dos “pais” da ecologia moderna e maior sistemático de todos os tempos. A Lineu corresponde o mérito histórico de ter estabelecido a classificação dos reinos vegetal e animal. Em 1735, publica o seu primeiro livro “Systema Naturae”, no qual propõe regras para classificar e denominar animais e plantas. É um sistema de classificação simples que substitui as longas denominações de espécies, às vezes, com dezenas de nomes que vigoravam na Europa de então."

E o resto da história a sexta série já conhece... Bjos!

Nomenclatura Científica

A tarefa era: criar um ser vivo e dar um nome científico, segundo a nomenclatura de Lineu.


sábado, 18 de abril de 2009

Dia Nacional do Livro Infantil

O dia 18 de abril foi escolhido como o Dia Nacional do Livro Infantil, pois comemora-se a data de nascimento de um grande escritor brasileiro, que foi Monteiro Lobato. Nascido em Taubaté, no ano de 1882, foi precursor da literatura infantil brasileira, pois não há quem não conheça pelo menos um de seus personagens: Jeca Tatu, Emília, Pedrinho, Narizinho, Dona Benta...
Quando eu era pequena (não de tamanho, pois isso ainda sou...), mas de idade, ganhei da minha mãe a coleção todinha dos livros do Sítio do Pica Pau Amarelo. Adorei, li tudo e as aventuras no Sítio tornaram-se brincadeiras entre eu e meu irmão: o beliche virara um grande navio ou uma barraca cheia de lençóis pendurados, nosso cachorro era um personagem a mais e a casa toda se transformava em uma grande floresta...

Parabéns ao livro infantil a todas as pessoas que fazem ou fizeram dele o grande início ao mundo mágico da literatura!
"A maior aventura de um ser humano é viajar, e a maior viagem que alguém pode empreender é para dentro de si mesmo. E o modo mais emocionante de realizá-la é ler um livro, pois um livro revela que a vida é o maior de todos os livros, mas é pouco útil para quem não souber ler nas entrelinhas e descobrir o que as palavras não disseram. No fundo, o leitor é o autor da sua história..."

Augusto Cury




Queridos: leiam, leiam, leiam, leiam, leiam, leiam, leiam, leiam, leiam e leiam! Bjos!

sexta-feira, 17 de abril de 2009


Bjos!!!!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Classificação do Seres Vivos

Hoje, as sextas séries, da Escola Navarro Lins, trabalharam com texto sobre o sistema de Classificação dos Seres Vivos. É um assunto chatinho... Os alunos, normalmente, não gostam e tem dificuldade de entender... mas foi legal até! Ufa! Trabalhamos com o texto que está no livro da Fátima Mesquita, que eu falo mais embaixo, pois ele trata o assunto de forma leve e divertida... Aprendemos a classificação de Reino até Espécie e falamos um pouco sobre nome popular e nome científico.
Acabei conhecendo o Spike, o Dudu, a Pitucha, a Piti, o Lupi, o Sorriso, o Falcão, o Tedy, O Frederico, a Pipoca, a Fadinha, o Tigrão, a Laika, a Drica, o Arton, o Otto, a Kika, a Princesa, o Scooby, a Deby, o Foguete e tantos outros... hahahaha! E eu contei a história do Filhote e da Poly!
E por sinal...

Bjos!

domingo, 12 de abril de 2009

Enquete - Lesmas fofinhas

E não é que o campeão da enquete foi a lesma? Tadinha... E eu apostando na barata!

As lesmas são moluscos (de corpo mole) que se alimentam de matéria orgânica em decomposição. Sua feiúra é variadíssima: tem rosada, marron, bege, preta e até cinza. Têm um tipo que possuia até bolinha! Todas, sem exceção, curtem o mesmo tipo de lugar: um cantinho úmido. Ah, elas também adoram dar uma voltinha depois de uma chuvarada!Agora, o mais nojento sobre as lesmas é que ela possuem uma cobertura feita de um material parecido com aquele que escorre pelo seu nariz de vez em quando: o muco. Pois é... a pele das lesmas possuem apenas uma camada, que requer então, o auxílio extra de uma capa protetota, para que seu corpo não seja invadido por bactérias ou mofo. Viu só? Pensando bem ela é um bichinho nojento apenas pra se protejer... As lesmas gostam de uma noitada e, em geral, só saem de dia quando o tempo está nublado. Elas gotam de comer folhinhas tenreas, bem novinhas; comem muito e são doidas por alface.

Adaptado do livro: Almanaque de baratas, minhocas e bichos nojentos. Fátima Mesquita, 2005.

CURIOSIDADES

A lesma mais melequenta que existe é a lesma banana. Ela usa seu muco para se protejer, mas também como lubrificante, para se meter em cantinhos apertados e para e se defender contra preddores, pois seu muco endurece, deixando seu caçador com a boca cheia de meleca dura.


No passado, caçadores esmagavam lesmas contra o cabo de suas lanças, para que elas ficassem bem grudentas.

As lesmas podem seguir a trilha de muco que fizeram na noite anterior.

Um lesma pode, sem muito esforço, sugar água do seu ambiente e assim ficar até 110 vezes maior que o seu tamanho original!

E você? Conhece alguma curiosidade sobre as lesmas?

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Páscoa

"Páscoa é ajudar mais gente a ser gente, é viver em constante libertação, é crer na vida que vence a morte. Páscoa é renascimento, é recomeço, é uma nova chance pra gente melhorar as coisas que não gostamos em nós. Para sermos mais felizes por conhecermos."

JOYEUSES PÂQUES! SCHÖNE OSTERN!
FELICES PASCUAS!
BUONA PASQUA! HAPPY EASTER!

FELIZ PÁSCOA!

"Que Jesus esteja no coração de todos nesta páscoa!"

Niels Bohr e o átomo


Amadinhos das oitavas séries, já que estamos falando do átomo e suas camadas eletrônicas (com direito até a musiquinha, hahaha) coloco aqui um pouquinho sobre Niels Bohr, responsável por muito do que estamos aprendendo agora!
"O polido senhor, já idoso, ergueu-se de seu lugar, tirou o chapéu e fez um profundo cumprimento. A senhora, esposa de um físico norte-americano, mencionara que seu marido estava estudando no Instituto de Física Teórica da Universidade de Copenhagen. A cena passou-se num bonde, e o cumprimento não era nem para a senhora nem para o seu esposo, mas para o grande cientista da Dinamarca, Niels Bohr. Dizem que os dinamarqueses são orgulhosos ao máximo de sua indústria naval, de seus lacticínios, de Hans Christian Andersen e de Niels Bohr.
Niels Bohr nasceu a 7 de outubro de 1885, filho de Ellen Adler e de Christian Bohr, professor de Fisiologia na Universidade de Copenhagen. Niels, estudante de grande brilho, cursou a Universidade de Copenhagen. Aos vinte e dois anos recebeu a medalha de ouro da Sociedade Científica Dinamarquesa por seus estudos originais sobre tensão superficial. Bohr completou o doutorado em Filosofia em 1911 e partiu para o laboratório Cavendish em Cambridge, Inglaterra, a fim de estudar com o pai do elétron, o grande J. J. Thomson. Lá trabalhou com Sir Ernest Rutherford, de quem se tornou amigo íntimo, a ponto de dar a seu filho o nome de Ernest.
Em 1913 Niels Bohr publicou sua teoria básica sobre a estrutura do átomo, que tem sido ampliada e modificada, sem que se possa esquecer que o modelo original permitiu melhor compreensão da Química e da Eletricidade e, afinal, conduziu ao desenvolvimento da energia atômica.
Aceita-se que o átomo seja a mínima partícula de matéria que se pode identificar como material distinto. O átomo é formado de duas partes principais. Uma porção central chamada núcleo, e partículas externas, que giram em torno dele, os elétrons. Na concepção atômica de Bohr, o núcleo fica no centro e os elétrons giram em órbitas circulares. O átomo é incrivelmente pequeno. Quinhentos milhões de átomos de tamanho médio não encheriam uma linha desta página.

O mais simples dos átomos é o de hidrogênio. Seu núcleo consiste num próton. Girando em torno do núcleo de hidrogênio, existe normalmente um único elétron.
Bohr apresentou a idéia de que os elétrons giram em torno do núcleo em órbitas determinadas, mas quando a eletricidade passa através do átomo, o eléctron pula para a órbita maior e seguinte, voltando depois a sua órbita usual. Quando os elétrons saltam de uma órbita a outra produz-se luz.

Como muitas outras inovações científicas, o átomo de Bohr só foi plenamente apreciado por pequeno número de pessoas. Levou nove anos para que a comissão do prêmio Nobel se desse conta da importante obra de Bohr, que só o recebeu em 1922. Apesar da demora, o físico dinamarquês, então com 37 anos, era o mais novo dos vencedores do prêmio Nobel de Física até aquele tempo.
Não tardou que estudantes e cientistas de todo o mundo procurassem a pequenina Dinamarca para estudar e trabalhar. Eram atraidos pelo brilho de Bohr. Dele disse Albert Einstein: "Ninguém sabe como estaria o nosso conhecimento do átomo sem ele. Pessoalmente, Bohr é um dos mais agradáveis colegas que já encontrei. Ele emite suas opiniões como alguém que esteja perpetuamente tateando, jamais como alguém que creia estar na posse da verdade definitiva."
Bohr sempre teve senso de humor. Discutindo uma teoria relativa à Física das partículas, certa vez disse:
"Todos acreditamos que essa teoria é maluca. Resta saber se é suficientemente maluca para ter probabilidade de ser correta. Pessoalmente acho que não é suficientemente maluca."
Ao aproximar-se dos oitenta, achava-se velho demais para o trabalho científico criativo, mas dedicava-se a ensinar e trabalhar pela paz. Bohr morreu a 18 de novembro de 1962. Também nós, como o velho do bonde, tiramos o chapéu e reverenciamos tão grande gigante que ajudou a mudar o mundo com o seu modelo atômico, concebido aos
28 anos de idade."


sábado, 4 de abril de 2009

Feira do Livro

Queridos, hoje pela manhã fui visitar, com as minhas filhas, a quinta edição da Feira do Livro de Joinville. Entre os livros vasculhados, revirados e os expostos nas prateleiras encontrei um que eu queria faz há algum tempo. É o Almanaque de Baratas, Minhocas e Bichos Nojentos, da Fátima Mesquita. O livro traz, de maneira bem humorada e divertida, curiosidades sobre vários animais "nojentos" e "melequentos", assim como aproveita para nos dar algumas noções sobre zoologia e taxonomia. O meu "achado" vem de encontro com o conteúdo que vou começar a trabalhar com a sexta série (classificação dos seres vivos) e com a enquete do blog sobre animais "nojentos". Mais ainda: as ilustrações são do Fernando Gonsales, criador do famoso personagem Niquel Náusea (que também vale a pena conhecer). Adorei a compra, já vou usar na próxima semana com os alunos! E o melhor: o livro está por um preço ótimo!

Quem é Fátima Mesquita? "Fátima Mesquita nasceu em 1965 e é mineira de Belo Horizonte. Sua vida profissional é bem extensa: foi professora, produziu documentários, fez roteiros de vídeos, foi colunista do jornal Agora São Paulo, escreveu campanhas políticas e escreveu livros. Com uma linguagem irreverente e divertida, publicou o Almanaque de puns, melecas e coisas nojentas e o Almanaque de baratas, minhocas e bichos nojentos, dois supersucessos."

Quem é Fernando Gonsales? "Fernando Gonsales nasceu em São Paulo em 1961. É veterinário e autor de histórias em quadrinhos. Seu personagem Níquel Náusea começou a ser publicado na Folha de São Paulo há 16 anos, onde continua saindo. Também publica em vários outros jornais do Brasil, além de publicar em Portugal, num jornal em Lisboa. Seu trabalho de quadrinhos já ganhou vários prêmios importantes, tanto no roteiro, como desenho. Além de quadrinhos, também faz ilustrações para diversas publicações, inclusive publicidade, e escreveu roteiros de TV para a Rede Globo."


Conheça: http://www.terra.com.br/niquel/

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Tabela periódica

Pessoal das oitavas, aí está um link com uma tabela periódica bem completa... Pra quem ainda não tem é uma sugestão...

http://tiagosilva.org/artigos/educacao-e-ensino/tabela-periodica-pra-imprimir.html

Bjos!

Muitos bjos! A profe ama vocês!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

+ Rubem Alves

(...) Pois ser mestre é isso: ensinar a felicidade.
"Ah!", retrucarão os professores, "a felicidade não é a disciplina que ensino. Ensino ciências, ensino literatura, ensino matemática..." Mas será que vocês não percebem que essas coisas que se chamam "disciplina", e que vocês ensinam não é um deleite para a alma? Se não fosse, vocês não deveriam ensinar. E se é, então é preciso que aqueles que recebem, os seus alunos, sintam prazer igual ao que vocês sentem. Se isso não acontecer, vocês terão fracassado, na sua missão, como a cozinheira que queria oferecer prazer, mas a comida saiu salgada e queimada.
O mestre nasce da exuberância da felicidade. E, por isso mesmo, quando perguntado sobre a sua profissão, os professores deveriam ter coragem para dar a absurda resposta: "Sou um pastor da alegria..." Mas, é claro, somente os seus alunos poderão atestar da verdade da sua declaração...


(Ensinar a alegria - Rubem Alves)




Amo, amo, amo, amo... Bjos!

Célula

Hoje a sétima série A, da Escola Navarro Lins iniciou seu estudo sobre as células.

A célula é a unidade estrutural, funcional e genética de todo e qulaquer ser vivo.

A ciência responsável pelo estudo da células é chamada citologia. O termo célula (do grego kytos, célula; do latim cella, espaço vazio) foi empregado pela primeira vez, pelo cientista inglês Robert Hooke em 1665, ao observar a textura da cortiça utilizando lentes de aumento.

A microscopia desempenhou papel fundamental no conhecimento sobre as células, pois este evoluia à medida que se desenvolvia o aumento do poder de resolução dos microscópios, possibilitando maior observação das células e seus componentes.

Para pesquisar:

http://www.universitario.com.br/celo/topicos/subtopicos/citologia/celula_unidade_vida/celula.html

http://www.ufv.br/dbg/labgen/celulas.html

http://www.maristas.org.br/colegios/assuncao/pags/site_colegio/espaco/Celula_vegetal/texto1.htm

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/microscopio/historia-do-microscopio.php (sobre microscopia)